A Retomada Segura do Turismo

Data: 10 de agosto de 2020
Fonte da notícia: Ministério do Turismo

A Retomada Segura do Turismo

Lançado no mês de junho pelo Ministério do Turismo o Selo Turismo Responsável - Limpo e Seguro, faz parte do Plano de Retomada da atividade turística no Brasil. Um programa que estabelece boas práticas de higienização para cada segmento do setor, sendo um incentivo para que os consumidores se sintam seguros ao viajar e frequentar locais que cumpram protocolos específicos para a prevenção da Covid-19, posicionando o Brasil como um destino protegido e responsável.

A Rota das Terras Encantadas e os municípios consorciados, tem incentivado empreendimentos a se cadastrarem e buscarem as medidas necessárias para tornarem seus ambientes ainda mais seguros para o empresário, para o colaborador e para o visitante. “Os empreendimentos que adotarem estas medidas estarão a frente, demonstrando a preocupação e o respeito pelo funcionário e pelo turista, sendo este um atrativo a mais na tomada de decisão para a escolha de um destino pós-pandemia”, salienta Carolina Lopes Turismóloga e Diretora de Turismo da entidade.

O cadastro é disponibilizado de forma gratuita e totalmente online, tendo como pré-requisito o registro no Cadastur.

Abaixo algumas informações importantes sobre o Selo Turismo Responsável:

O QUE O SELO RESPONSÁVEL REPRESENTA PARA O TURISTA BRASILEIRO E ESTRANGEIRO?

O Ministério do Turismo entende que o selo representa um movimento importante para a retomada da atividade turística no Brasil, uma vez que há o entendimento por parte dos destinos turístico e do próprio setor de viagens que haverá uma demanda do turista por empreendimentos e atrativos que adotem medidas de proteção e segurança do ponto de vista sanitário. A medida contribui para promover o Brasil como destino seguro e incentiva a retomada da atividade turística e a atração de turistas nacionais e internacionais.

O MINISTÉRIO DO TURISMO PRETENDE TORNAR OBRIGATÓRIO O USO DESTE SELO?

Não. O selo é opcional, mas o Ministério do Turismo acredita que ele poderá ser um importante diferencial para atender o novo perfil de turista que surgirá com essa pandemia, mais atento à questão sanitária e mais exigente em relação a higiene e outros cuidados.

O INTERESSADO EM USAR O SELO PRECISA PAGAR ALGUMA COISA?

Não, o selo é gratuito.

COMO OS EMPREENDIMENTOS PODERÃO TER ACESSO A ESSE SELO?

Para solicitar o selo, o interessado deve observar se atende as orientações previstas no protocolo destinado ao segmento em que atua e deve estar com situação regular perante o CADASTUR.

Em caso positivo, ele adere a autodeclaração que atende os pré-requisitos determinadas e é encaminhado para uma área do site do selo onde pode realizar o download do selo para impressão.

O selo deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente e conterá um QR Code onde o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional e possibilitará, inclusive, a realização de denúncias em caso de descumprimento.

PARA CONSEGUIR O SELO OS EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS PRECISAM ESTAR REGISTRADOS NO CADASTUR?

Sim, é um pré-requisito importante. Todos os interessados em adquirir o selo precisam estar cadastrados junto ao Cadastur.

Vale ressaltar que o procedimento é totalmente eletrônico e gratuito. Basta acessar o site: cadastur.turismo.gov.br

QUE TIPO DE ESTABELECIMENTOS PODE UTILIZAR O SELO?

O selo está disponível para 15 categorias do segmento turístico.

São elas: meios de hospedagem; agências de turismo; transportadoras turísticas; organizadoras de eventos; parques temáticos; acampamentos turísticos; restaurantes, cafeterias, bares e similares; centros ou locais destinados a convenções e/ou feiras e a exposições e similares; parques temáticos aquáticos e empreendimentos dotados de equipamentos de entretenimento e lazer; marinas e empreendimentos de apoio ao turismo náutico ou à pesca desportiva; casas de espetáculos e equipamentos de animação turística; organizadores, promotores, prestadores de serviço de infraestrutura, locação de equipamentos, montadoras de feiras de negócios, exposições e eventos; locação de veículos para turistas; prestadores de serviços especializados na realização e promoção das diversas modalidades dos segmentos turísticos, inclusive atrações turísticas e empresas de planejamento; e guias de turismo.

Mais informações disponíveis no site do Ministério do Turismo: http://www.turismo.gov.br/seloresponsavel/